Os Aromas e a Psicologia

Alguma vez voltou das férias e sentiu que redescobriu o cheiro da sua casa? Porque é que o seu nariz se adapta ao ambiente? Para descobrir as razões precisamos de viajar pelo mundo dos perfumes e perceber como o cérebro as processa.

Não subestime o poder do aroma

A nossa capacidade olfativa é a mais antiga[1] e mesmo assim a menos compreendida entre os sentidos como o tacto, a visão e a audição. O cheiro é poderoso e evocativo, proporcionando um pano de fundo para nossas vidas, vinculando cheiros específicos para memórias, tanto boas como más. Pode-nos fazer lembrar de caras esquecidas, pode ajudar a mudar-nos a mentalidade, ou até avisar-nos de um potencial perigo que pode ser tão trivial como leite estragado, ou algo mais ameaçador como fumo de um incêndio.

Como funciona o olfato?

Sempre que respira, o nariz suga uma nuvem de moléculas com odor, o que faz com que consiga identificar cheiros complexos de forma individual. Estamos rodeados delas, como em coisas como as flores e o café, que emitem pequenas moléculas perfumadas que entram na nossa passagem nasal e pousam no epitélio olfativo. Esta pequena área de tecido (com o tamanho aproximado de um selo) está coberta de muco e contém mais de 40 milhões de células receptoras, capazes de se ligar às moléculas específicas do odor como uma chave numa fechadura[2]. Para cheirar o café pela manhã, por exemplo, uma série de moléculas específicas de odor precisa de se conectar aos receptores do cérebro para identificar a fragrância do café.

Assim que os receptores olfativos se ligam a moléculas de odor específicas, enviam impulsos elétricos para uma região do cérebro chamada bolbo olfativo. Esta parte do cérebro interpreta os padrões na atividade elétrica como odores específicos e traduz a sensação em perceção – aquilo que reconhecemos como cheiro[3]. O poder do cheiro sente-se porque o bolbo olfativo está ligado à amígdala, que processa a memória e a emoção, assim como ao hipocampo, conhecido pelo seu papel crucial na aprendizagem - não admira que 75% das emoções que experienciamos diariamente são afetadas pelo cheiro[4].

Ficar cego do nariz

Mas porque é que o nosso cérebro se habitua a certos cheiros? Na sua casa, por exemplo, quando entra pela porta no final do dia pode sentir imediatamente a fragrância, mas vai perdendo essa perceção ao longo do tempo. 

Há mais de 10,000 aromas distintos que o cérebro humano consegue identificar[5]. Ficar “cego do nariz” é natural e pode ser considerado “adaptação sensorial” – sensibilidade reduzida a estímulos que vemos, ouvimos e cheiramos repetidamente[6]. Um adulto pode ter entre 18.000 a 20.000 litros de ar a passar, por dia, pelo nariz[7], o que pode ser cansativo para o cérebro se tiver de processar cada odor repetidamente. A fim de reduzir a quantidade de estímulos sensoriais, os receptores de odor param de enviar mensagens para o cérebro sobre os aromas persistentes e passam a focar-se em odores exclusivos que são "fora do comum".

 

O que faz o Air Wick Life Scents ser diferente?

Ao contrário das fragrâncias comuns para a casa, a coleção Air Wick® Life Scents foi cuidadosamente desenvolvida para reproduzir experiências da vida real. As fragrâncias Life Scents proporcionam uma experiência em constante mudança. Cada uma contém três fragrâncias distintas que são facilmente experienciadas de forma individual. No entanto, esta conjugação proporciona uma experiência olfativa harmoniosa e multicamadas, que evoca memórias pessoais únicas.

Life Scents® é a primeira fragrância constantemente em mudança que age como simulação da vida real. Fundamentalmente, esta tecnologia de ponta muda a forma como os perfumistas desenvolvem e pensam sobre as fragrâncias. Life Scents usa uma mistura de ingredientes que mudam constantemente para oferecer uma experiência verdadeiramente multidimensional de modo a que a qualquer momento possa sentir o cheiro de algo diferente, por exemplo, peras cozidas ou baunilha.

Air Wick Life Scents está disponível com Freshmatic® e dispositivos elétricos com recargas para que possa ter sempre uma fragrância consistente e duradoura em sua casa. Basta definir o ambientador para a sua configuração de intensidade preferida e desfrutar enquanto as fragrâncias perfumadas ambientam a sua casa.

Life Scents™ está agora disponível nas seguintes fragrâncias:

Diga “Fique e disfrute” com o Life Scents Delícias de Verão, que combina a frescura das flores brancas, a doçura do melão e a subtileza da baunilha. Transforme o seu lar num belo jardim num fim de tarde de verão com a combinação fresca, frutada e floral: fatias frescas de melão, flores brancas, e gelado de baunilha.

Diga “O verão está a chegar” com o Life Scents Oasis Turquesa. A madeira à deriva ao sol, a espuma salgada do mar e a brisa quente. Ajude a transformar a sua casa num retiro imersivo à beira-mar, trazendo com ele o aroma revigorante de madeira.

 

[1] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3018978/

[2] http://www.sciencemag.org/news/2014/03/human-nose-can-detect-trillion-smells

[3] http://www.medicaldaily.com/how-does-nose-smell-inner-workings-our-sense-smell-324566

[4] https://eprints.mdx.ac.uk/7171/1/Desrochers-Scent_revision_Jan_30.pdf

[5] http://www.sciencemag.org/news/2014/03/human-nose-can-detect-trillion-smells

[6] http://chemse.oxfordjournals.org/content/25/4/473.full

[7] http://www.entnet.org/content/your-nose-guardian-your-lungs

 

Outras fontes:

http://www.airwick.co.uk/frequently-asked-questions/life-scents-faqs/

https://en.wikipedia.org/wiki/Indoor_air_quality

https://en.wikipedia.org/wiki/Olfactory_fatigue

http://www.prnewswire.com/news-releases/air-wick-to-recreate-real-life-experiences-with-new-life-scents-collection-300033313.html